Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Educação
Projeto Florescer é realizado com alunos dos oitavos e nonos anos da rede municipal

Publicado em 03/08/2022 às 14:57 - Atualizado em 03/08/2022 às 14:57

Os alunos dos oitavos e nonos anos da rede municipal de ensino de Balneário Arroio do Silva terão, a partir deste mês, um momento de aprendizagem, troca e interação por meio do projeto de intervenção socioemocional e educacional promovido em parceria entre a Secretaria de Educação e a Secretaria de Desenvolvimento Social.

O projeto denominado “Florescer” tem como objetivo promover momentos de acolhimento e escuta para os adolescentes a fim de possibilitar regulação emocional diante das adversidades e enfrentamentos passados, presentes e futuros. Com isso, a cada 15 dias, as turmas dos turnos matutino e vespertino terão encontros e palestras com profissionais da área de psicologia, educação e assistência social. No primeiro encontro, marcando o início do projeto, questões sobre bullying e empatia foram abordadas. Atividades expositivas de reflexão, autoconhecimento, bem como atividades participativas como dinâmicas farão parte dos encontros que acontecem nos meses de agosto e setembro.

O Projeto Florescer busca trabalhar questões emocionais e promover reflexões. A ideia surgiu diante da necessidade de acolher e entender melhor os adolescentes, considerando que o afastamento social em virtude da pandemia, gerou novos desafios.

“Com o retorno efetivo das aulas presenciais foram observados nos estudantes sintomas como ansiedade, irritabilidade, desânimo e apatia, bem como comportamentos inadequados para o ambiente escolar e social. Por isso, sentimos a necessidade de oferecer momentos de reflexão, acolhimento, interação e também de aprendizagem aos adolescentes”, destaca a secretária de educação, Dayane Leonardeli.

Tendo em vista a urgência e emergência em abrir um espaço de diálogo, o projeto começa a ser colocado em prática.

“É importante compreender o momento vivido e entender os adolescentes, buscando formas para que saibam lidar com as emoções e se sintam mais leves para lidar e interagir nas relações sociais, escolar e familiar”, registra a secretária de desenvolvimento social, Edilane Pacheco (Nani)

O projeto está sendo desenvolvido pela psicóloga do CRAS, Natalie Dall Bello, pelo psicólogo da educação, Romalino Rescarolli Junior, e pela assistente social da educação, Fernanda Costa Teixeira.

 

 


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar