Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Arroio participa de videoconferência da AMESC sobre recursos e estrutura para agricultura e meio ambiente

Publicado em 29/07/2020 às 09:16 - Atualizado em 29/07/2020 às 09:16

Videoconferência com gestores tratou de recursos para agricultura
Créditos: Jorge Pimentel Baixar Imagem

A diretora de Meio Ambiente do Município de Balneário Arroio do Silva, Suelen Santos, participou, nesta terça-feira, 28 de julho, de uma videoconferência com os membros do Colegiado de Agricultura e Meio Ambiente dos municípios que integram a Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense – AMESC. Na oportunidade foram analisados aspectos como novas perspectivas para o setor agrícola, que foi duramente afetado pelo Ciclone Bomba, no início do mês de julho. Ficou definido que 7 municípios (Ermo, São João do Sul, Santa Rosa do Sul, Sombrio, Jacinto Machado, Timbé do Sul e Morro Grande) poderão alçar mão de recursos da ordem de R$430 mil para revitalização de propriedades atingidas pelo ciclone e chuvas, sendo que cada agricultor poderá pedir até R$ 10 mil através do projeto Recupera SC/FDR, em um programa com até cinco anos para pagar e possibilidade de 50% de desconto para quem fizer os pagamentos em dia. Os municípios foram credenciados através de questões como danos, IDH e PIB. O auxílio visa recuperar estruturar e na mitigação dos efeitos causados, visando à continuidade dos processos produtivos.

Recupera SC

Outra linha de crédito que está disponível abrange todos os municípios que tiveram propriedades atingidas que é chamado de Programa Recupera SC – Menos Juros. Inclui auxílio de até R$ 40 mil por propriedade com renda anual de no máximo R$ 415 mil. Todos os dois projetos podem ser buscados mais informações através das secretarias de Agricultura e da Epagri. No encontro virtual também foi anunciado que a AMESC passa a contar com um responsável pela área de captação de recursos e de convênios: Francisco Álvaro Veríssimo, que aventou a possibilidade de captação de recursos do Ministério da Agricultura, da ordem de até R$ 1 milhão para aplicação nos municípios dentro da área de Agricultura Familiar. Esta captação é possível através do CIMGEPA (Consórcio Intermunicipal Multifinalitário de Gestão Pública da AMESC). A proposta será construída para que o cadastramento possa ser feito no tempo hábil.

Apoiar setor primário local 

De acordo com a diretora de Meio Ambiente do Balneário Arroio do Silva, Suelen Santos, será feito um trabalho no município em parceria com a diretoria de Agricultura, médico veterinário, nutrição e vigilância sanitária, para auxiliar os agricultores que fazem parte da cadeia produtiva e que possam se estruturar e buscar os recursos para continuar produzindo. A criação do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário de Gestão Pública da AMESC é uma iniciativa muito importante, segundo a diretora.